Avaliação Nacional de Vinhos – Safra 2014

DSCN1566

Toda degustação de vinhos coloca à prova os sentidos da visão, olfato, paladar, tato e audição. A 22ª Avaliação Nacional de Vinhos – Safra 2014, realizada no dia 27 de setembro, no Parque de Eventos de Bento Gonçalves, foi muito além, despertando nos mais de 850 apreciadores sensações e emoções particulares. A expressão da safra pode ser compartilhada pelo público, que degustou 16 amostras selecionadas entre 90 vinhos classificados entre os 30% mais representativos de um total de 290 inscritos por 58 vinícolas de todo o Brasil.

 

Por quase cinco horas, o silêncio invadiu o auditório. Olhares atentos ao movimento orquestrado dos 90 alunos dos cursos de Viticultura e Enologia, Enoturismo e Sommelier, que cumpriram o serviço do vinho com maestria. Para cada amostra, 90 garrafas, totalizando um universo de 1.440 garrafas. E para surpresa do público, a oitava amostra foi degustada por todos às cegas em seu sentido literal, numa idéia que nasceu na Associação Brasileira de Enologia, entidade promotora. Todos foram convidados a vendar os olhos com uma bandana e mergulhar no universo do vinho de uma maneira diferente, ousada. “A experiência foi emocionante e levou todos a explorar diferentes sensações e emoções. Mais uma vez, conseguimos tocar no íntimo das pessoas, tendo o vinho como centro das atenções”, comemorou o presidente da ABE, enólogo Luciano Vian.

10648778_693512374073796_5714046301568322197_o

A maior degustação de vinhos de uma safra também foi marcada pela presença de grandes nomes do mundo vitivinícola no painel de comentaristas, entre eles os presidentes da Organização Internacional da Uva e do Vinho (OIV), a argentina Claudia Quini, e da União Internacional de Enólogos (UIOE), o francês Sergei Dubois. A casta de especialistas contou, ainda, com a participação dos presidentes do Instituto Nacional de Vitivinicultura do Uruguai (Inavi), José Lez e da União Espanhola de Degustadores, Fernando Gurucharri. Integraram o grupo personalidades como o empresário e narrador esportivo Galvão Bueno e o ator Selton Mello, além de consultores internacionais, médico, sommelier, jornalistas especializados e enólogos com destaque para o Enólogo do Ano 2013, Juliano Perin. O 16º comentarista, sorteado entre o público, foi o analista de sistemas Eduardo André Rambo.

DSCN1571

O presidente da ABE destacou a importância da Avaliação como referência para o setor junto ao mercado interno e externo. “A Avaliação antecipa o que vai estar no mercado, atraindo olhares do mundo todo. A minuciosidade dos critérios em cada etapa conquistou uma credibilidade que se renova e conquista novos apreciadores a cada safra. Ver este auditório lotado com pessoas atraídas pelo vinho nos enche de orgulho e nos dá a certeza de que a maior degustação de vinhos de uma safra do mundo tem vida longa. Saúde aos vinhos brasileiros”, salientou. Muito mais que um concurso, a Avaliação Nacional de Vinhos cumpre um papel de análise da produção nacional, integrando 120 enólogos que degustam e avaliam as amostras seguindo normas internacionais. O resultado é um grande espetáculo que reúne público e comentaristas para juntos celebrar a qualidade do vinho brasileiro.

DSCN1573

A rotina se repete há 22 safras. Neste período, o evento já avaliou cerca de cinco mil amostras e reuniu um público próximo a 14 mil pessoas. Intimamente ligado à cadeia produtiva da uva e do vinho, a Avaliação tem importante papel na evolução da qualidade do vinho brasileiro, servindo como referência para a escolha de variedades de uvas e lançamento de produtos. Por fim, o público foi surpreendido pelo show de Johnny Presley, cover do Elvis Presley, que reviveu sucessos do rei do rock.

DSCN1577

NÚMEROS DA 22ª AVALIAÇÃO NACIONAL DE VINHOS – SAFRA 2014

– Amostras inscritas: 290

– Vinícolas participantes: 58

– Time da Degustação de Seleção: 120 enólogos

– Apreciadores participantes: 850 de 11 estados brasileiros (Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo, além do Distrito Federal) e 10 países (Argentina, Brasil, Chile, Egito, Espanha, França, Inglaterra, Itália, Portugal e Uruguai)

– Painel de comentaristas: 15 convidados de sete países (Argentina, Brasil, Espanha, França, Inglaterra, Portugal e Uruguai)

– Serviço do vinho: 90 alunos dos cursos de Viticultura e Enologia, Enoturismo e Sommelier

– Amostras degustadas: 16

– Garrafas servidas: 1.440 (90 de cada)

 

COMENTARISTAS

  1.  Ana Sofia Oliveira, Consultora em Marketing de Vinhos, Portugal
  2. Antonio Moacyr de Azevedo, Médico, Brasil
  3. Carlos Eduardo Galvão Bueno, Empresário, Brasil
  4. Christopher Cameron Fielden, Consultor de Varejo,  Inglaterra
  5. Claudia Quini, Presidente da Organização Internacional da Vinha e do Vinho – OIV, Argentina
  6. Fernando Gurucharri, Presidente da União Espanhola de Degustadores, Espanha
  7.  Irineu Guarnier Filho, Jornalista, Brasil
  8. José Lez, Presidente do Instituto Nacional de Vitivinicultura – INAVI, Uruguai
  9. Juliano Perin, Enólogo do Ano 2013, Brasil
  10.  Sara Bodowsky, Jornalista, Brasil
  11. Serge Dubois, Presidente da União Internacional de Enólogos – UIOE, França
  12. Susan Dawn McCraith, Master of Wine, Inglaterra
  13. Juan Arizu, Diretor da Associação de Enológos da Argentina, Argentina
  14. Vinicius Santiago, Sommelier, Brasil
  15. Selton Mello, Ator, Brasil
  16.  Eduardo André Rambo, Analista de Sistemas, Brasil – Porto Alegre

DSCN1576

Descrição Sensorial dos 16 vinhos representativos realizada pelo painel de degustação da ABE.

 

Categoria: Vinho Base para Espumante

  1. VINHO BASE ESPUMANTE (Chardonnay): Na coloração é límpido, brilhante,

de intensidade média e tonalidade amarelo palha/esverdeado. Nariz de boa

intensidade, elegante, limpo/nítido e fino. Notas de cítrico, abacaxi, floral, maçã

verde e flores brancas. Paladar de acidez presente/marcante, de bom volume,

equilibrado, fresco, agradável e de retrogosto persistente.

Domno do Brasil. Amostra 248

Total de pontos: : Seleção 88 – Mesa 88 – Degustador 91

 

  1. VINHO BASE ESPUMANTE (Chardonnay/Pinot Noir/Riesling Itálico): Exame

visual, límpido, brilhante/cristalino, de intensidade média, tonalidade amarelo

esverdeado. Aroma elegante, com notas de cítrico, lima, abacaxi, maçã verde, frutas

brancas e pêssego. No paladar é fino, tem acidez excelente, marcante e equilibrada,

é fresco, com corpo médio e notas de cítrico. A persistência é média.

Chandon do Brasil. Amostra 260

Total de pontos: : Seleção 88 – Mesa 89 – Degustador 92

 

  1. VINHO BASE ESPUMANTE (Chardonnay/Pinot Noir): Aspecto límpido,

brilhante, de tonalidade amarelo palha com reflexos de cor cobre. Nariz com boa

intensidade, fino e elegante. É frutado, cítrico, com notas de frutas brancas, flores

brancas e maçã verde. O sabor é limpo/nítido, com acidez marcante e equilibrada,

bom corpo, bom volume e boa estrutura. É equilibrado, com notas de mineral e

cítrico. Apresenta uma boa persistência.

Vinícola Geisse. Amostra 278

Total de pontos: : Seleção 89 – Mesa 89 – Degustador 91

 

Categoria: Branco Fino Seco Não Aromático

  1. RIESLING ITÁLICO: Aspecto límpido, brilhante, de baixa intensidade, tonalidade

amarelo claro/esverdeado. No olfato tem uma média intensidade, limpo, com

notas de frutado, cítrico, pera, abacaxi, maçã verde, floral, flores brancas e frutas

brancas. O paladar tem uma baixa acidez, equilibrada, com bom volume de boca

e estrutura. É leve, agradável, elegante e macio. Aparecem notas de maçã verde e

cítrico. A persistência é média.

Vinícola Salton. Amostra 59

Total de pontos: : Seleção 86 – Mesa 89 – Degustador 90

 

  1. CHARDONNAY: Aspecto límpido, brilhante, de média intensidade, tonalidade

amarelo claro/esverdeado. Olfato de média intensidade, nítido, elegante, fino e

complexo. Aparecem descritores como mel, levedura, abacaxi, notas de cítrico,

frutas brancas, pêssego, maçã e aromas “doces”. No sabor, o ataque é doce, de

acidez equilibrada/baixa, com boa estrutura. É intenso, equilibrado, de bom

volume e corpo; fresco, agradável e harmonioso. Surgem notas de madeira,

abacaxi e frutado. O retrogosto é persistente.

Vinícola Fazenda Santa Rita. Amostra 50

Total de pontos: : Seleção 88 – Mesa 90 – Degustador 91

 

  1. CHARDONNAY: O visual é límpido, brilhante, de média intensidade, amarelo

palha, com reflexos esverdeados. No exame olfativo tem uma média/alta

intensidade, é fino, complexo e elegante. Notas de madeira, baunilha, mel, abacaxi

maduro, cítrico, melão, maçã, floral, pera e damasco. O paladar tem certa doçura,

com acidez baixa, equilibrada. Tem uma boa estrutura, bom volume e bom corpo. É

elegante, agradável e harmonioso. Repete no sabor as notas de madeira, com sutil

amargor e boa persistência.

Vinícola Góes & Venturini. Amostra 52

Total de pontos: : Seleção 88 – Mesa 89 – Degustador 92

 

  1. CHARDONNAY: O aspecto é límpido, brilhante, de intensidade média. Tonalidade

amarelo claro e esverdeado. O olfato é intenso e limpo, com notas de baunilha,

mel, madeira, coco, frutado, cítrico, frutas brancas, frutas maduras, butiá, banana e

compota de abacaxi. Sabor intenso, com ataque doce, de acidez equilibrada, bom

corpo e bom volume. É equilibrado, elegante, agradável, harmonioso e fino. Tem

no paladar notas de madeira, baunilha, coco e pera. É untuoso e persistente.

Cooperativa Vinícola Nova Aliança. Amostra 39

Total de pontos: : Seleção 88 – Mesa 89 – Degustador 90

 

Categoria: Branco Fino Seco Aromático

  1. MOSCATO GIALLO: Aspecto límpido, brilhante, de intensidade média, amarelo

claro/esverdeado. No olfato tem uma intensidade média, é agradável, com notas

de floral, jasmim, batata doce, rosas, mel, moscatel, maracujá, flor de laranjeira,

mamão papaia e ervas-de-quintal. No sabor, tem certa doçura, é intenso, com

acidez média/baixa, corpo médio, boa estrutura, equilibrado, estruturado, fresco,

agradável, com notas de batata doce, moscatel, cítrico e mel. Apresenta boa

persistência.

Vinícola Giacomin. Amostra 219

Total de pontos: : Seleção 89 – Mesa 90 – Degustador 90

 

Categoria: Tinto Fino Seco Jovem

  1. CABERNET SAUVIGNON: Vinho de aspecto límpido, brilhante, vermelho rubi/

violáceo. No olfato é intenso e agradável. Tem notas de frutado, frutas vermelhas,

amora, cereja, ameixa, framboesa e especiarias, baunilha e defumado. O sabor tem

um toque doce, com acidez equilibrada. É harmonioso, aveludado, com taninos

macios e leves, agradável. Tem um corpo médio e um bom volume. Sabor com

notas de tostado e frutas vermelhas. A persistência é média.

Giacomin Ind. de Bebidas – Vinhos Hortência. Amostra 10

Total de pontos: : Seleção 88 – Mesa 89 – Degustador 95

 

Categoria: Tinto Fino 

10.CABERNET FRANC: Vinho límpido, brilhante, de cor intensa, rubi intenso com

reflexos violáceos. Boa viscosidade e lágrimas pigmentadas. No nariz tem uma

intensidade média, é limpo, com notas de frutas vermelhas, amora, pimentão,

especiarias, madeira, baunilha, cravo-da-índia, tabaco, pimenta preta, café e

chocolate. O sabor tem certa doçura, com acidez marcante, volume e estrutura

média, corpo médio e equilibrado. Os taninos são leves. Tem, ainda, notas de

madeira, chocolate e couro. É persistente.

Vinícola Góes. Amostra 140

Total de pontos: : Seleção 87 – Mesa 90 – Degustador 90

11.MERLOT: Vinho de aspecto límpido, brilhante, de coloração intensa e escura,

tonalidade vermelho violáceo. No olfato tem uma intensidade média, é limpo e fino,

apresenta notas de especiarias, cassis, amêndoas, uvas passas, frutas vermelhas

(cereja, framboesa), amora, ameixa preta, frutas pretas, violetas, menta e sutil

vegetal e pimentão. No paladar é harmonioso, apresenta uma acidez equilibrada,

corpo e volume médio, equilibrado, agradável e elegante. Os taninos são macios e

maduros. Expressa em boca notas de cassis. Persistência média.

Vinícola Perini. Amostra 156

Total de pontos: : Seleção 89 – Mesa 90 – Degustador 97

12.MERLOT: Aspecto límpido, intenso, vermelho rubi/violáceo. No nariz tem uma

intensidade média, é vinoso, com notas de especiarias, tostado, pimenta, cassis,

framboesa, mirtilo, frutas maduras (ameixa, amora) e pimenta preta. Paladar

intenso, de acidez equilibrada, de corpo médio, boa estrutura e bom volume. É

equilibrado, com taninos marcantes. Apresenta uma média persistência.

Casa Valduga Vinhos Finos. Amostra 74

Total de pontos: : Seleção 88 – Mesa 89 – Degustador 91

13.CABERNET SAUVIGNON: Vinho límpido, intenso, rubi com reflexos violáceos.

No olfato é elegante, intenso, com notas de amora, frutas vermelhas, cassis,

menta, eucalipto, baunilha, café, pimenta preta, tabaco e cacau. O sabor é intenso,

apresenta uma acidez baixa, com corpo médio, bom volume e estrutura. É

agradável e harmonioso, com taninos de boa qualidade. Tem notas de defumado,

madeira, baunilha e café. É persistente no paladar.

Cooperativa Vinícola Aurora. Amostra 80

Total de pontos: : Seleção 88 – Mesa 90 – Degustador 91

14.ANCELLOTTA: O aspecto é límpido, intenso e violáceo. O olfato é intenso,

com notas de framboesa, violetas, ameixa, amora, cassis, sutil vegetal, especiarias,

tabaco, pimenta, amêndoas, tostado, menta e cânfora. O sabor guarda certa

doçura, a acidez é boa, com bom corpo, volume e estrutura. É intenso, equilibrado,

com sutil adstringência. Tem notas de chocolate, café e especiarias. É potente e

persistente.

Vinícola Don Guerino. Amostra 119

Total de pontos: : Seleção 89 – Mesa 90 – Degustador 91

15.ANCELLOTTA: No exame visual é límpido, brilhante, intenso. A tonalidade é

violácea intensa, com lágrimas pigmentadas. É atraente e de boa viscosidade. No

nariz tem uma intensidade média, com notas de especiarias, café, pimenta preta,

baunilha, tabaco, couro, cassis, frutas vermelhas, frutas pretas (ameixa, amora). É

vinoso, com sutil nota de alecrim. No paladar tem uma acidez presente, um corpo

médio, de bom volume e estrutura. É equilibrado, intenso, com taninos de boa

qualidade. Tem sabor com notas de especiarias. Apresenta boa persistência e bom

potencial de guarda.

Vinícola Monte Rosário – Vinhos Rotava. Amostra 145

Total de pontos: : Seleção 88 – Mesa 89 – Degustador 90

16.TANNAT: Aspecto límpido, intenso, de tonalidade violácea intensa. Lágrimas

pigmentadas. Aroma intenso, com notas de frutas vermelhas maduras, amora,

cassis e de especiarias, baunilha, madeira, tostado, café, tabaco e couro. O sabor é

intenso, com ataque doce e acidez equilibrada. Apresenta um bom volume, bom

corpo e estrutura. Os taninos são maduros e revelam potencial de guarda. Tem

notas de especiarias, madeira e chocolate. Tem sabor persistente.

Estabelecimento Vinícola Valmarino. Amostra 95

Total de pontos: Seleção 88 – Mesa 89 – Degustador 90

DSCN1579

Anúncios

Um comentário sobre “Avaliação Nacional de Vinhos – Safra 2014

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s