XIX Avaliação Nacional de Vinhos – Safra 2011

Por amar o Vinho, o elegi como minha bebida favorita, e, ao participar da XIX Avaliação Nacional de Vinhos-Safra/2011, fui tomado por uma paixão inebriante.

Estar entre os 820 apreciadores de vinho, com representantes de 18 estados brasileiros e 8 países, maior evento deste tipo no mundo, foi sem dúvida muito gratificante.

A cada amostra degustada às cegas, os convidados, num silêncio absoluto, avaliavam um a um os 16 vinhos selecionados.

Foi a maior edição de todas, inclusive pelo número de amostras: 383 vinhos inscritos por 72 vinícolas.

Compartilho a descrição sensorial dos 16 vinhos representativos degustados.

Categoria: Vinho Base para Espumante
1.VINHO BASE ESPUMANTE (Chardonnay): coloração límpida, brilhante, amarelo palha, tons esverdeados. Aroma discreto, elegante, com notas de mineral, frutas cítricas, rosas brancas, pera e maçã. No paladar tem intensidade média/baixa, uma acidez pronunciada (adequada ao estilo) e um corpo médio. Sabor com notas leves de amêndoa e retrogosto cítrico.
Domno do Brasil – amostra 125
Comentarista: Lucindo Copat (Enólogo do Ano 2010/Brasil)

2. VINHO BASE ESPUMANTE (Chardonnay): coloração amarelo palha/esverdeado, intensidade média/baixa, aspecto límpido. Aroma de média intensidade, limpo, franco, predominando as notas de frutas cítricas, maçã verde, sutil abacaxi, jasmim, frutas brancas e pêssego. No sabor tem uma acidez marcante, de bom frescor. É equilibrado, de média persistência. Tem um bom volume, paladar nítido, com retrogosto agradável, que repete as notas cítricas do aroma.
Casa Valduga – amostra 261
Comentarista: Claudia Quini (Engenheira Agrônoma e Enóloga/Argentina)

Categoria: Branco Fino Seco Não Aromático
3. RIESLING ITÁLICO: vinho límpido, coloração de média intensidade, amarelo palha, com toques esverdeados. Tem aroma franco, elegante, de intensidade média,  embrando flores brancas, notas cítricas, nuanças de pêssego, maçã verde, mel, peras maduras e abacaxi. Paladar de boa acidez, fresco, equilibrado; tem um bom volume e intensidade de boca, com corpo médio. Leve passagem por madeira, com notas de baunilha, coco e chocolate branco. A persistência é de média intensidade e agradável.
Cooperativa Vinícola Aurora – amostra 12
Comentarista: Irineu Guarnier (Jornalista do Grupo RBS/Brasil)

4. CHARDONNAY: coloração amarelo palha, claro, esverdeado, límpido. No olfato predominam as notas de cítrico, abacaxi, banana, flores brancas, maracujá, melão, pera madura, maçã e pêssego branco. É elegante e delicado. No paladar tem uma acidez discreta, é equilibrado, com bom frescor de sabor. Tem um corpo médio, uma boa persistência e um bom final de boca.
Cooperativa Vinícola Nova Aliança – amostra 317
Comentarista: Luiz Henrique Rivoiro (Editor da Revista Playboy/Brasil)

5. CHARDONNAY: vinho de aspecto brilhante, coloração amarelo dourado. Aroma com notas de frutas maduras, abacaxi, ameixa branca, carambola, flores brancas, mel, maçã e pêssego. A presença de carvalho é percebida pelas notas de baunilha e coco. Tem um paladar com baixa acidez, é denso, harmônico, de elevada persistência (com notas de especiarias).
Vinícola Góes & Venturini – amostra 321
Comentarista: Ronald Pieter de Groot (Jornalista/Holanda)
6. CHARDONNAY: vinho límpido, de média intensidade, coloração amarelo-dourado. No nariz tem uma intensidade média, com notas de mel, abacaxi, manteiga (da malolática) e nuanças de madeira (baunilha, coco, tostado, chocolate branco). No paladar tem um toque inicial sutilmente doce, tem um bom corpo, com acidez de média intensidade. É agradável, equilibrado e de elevada persistência. No final de boca aparecem sutilmente as notas do carvalho (tostado).
Vinícola Don Giovanni – amostra 149
Comentarista: Cristina Pandolfi (Enóloga/Argentina)

Categoria: Branco Fino Seco Aromático
7. MOSCATO R2: vinho límpido, coloração palha/claro, com reflexos dourados. Aroma de intensidade média/baixa, um pouco discreto para a categoria, mas muito fino e delicado. Apresenta notas florais, néctar, maçã verde, carambola, mamão papaia e uma delicada nota de moscato. Em boca tem uma sutil doçura no ataque, é elegante, harmônico, leve, nítido, de média persistência.
Vinícola Perini – amostra 213
Comentarista: Juliana Reis (Sommelier Senac/SP/Brasil)

8. MOSCATO GIALLO: vinho límpido, com coloração de baixa intensidade, tonalidade amarelo claro, pálido, com toques esverdeados. Aroma com média/alta intensidade, com notas de moscato, batata-doce, flores brancas, frutas cítricas, jasmim, pêssego, mamão papaia, cravo-da-índia, sálvia, maracujá e temperos (sálvia). O gosto é agradável, com uma certa doçura no ataque e uma correta acidez. É equilibrado, ligeiramente untuoso, de bom volume e média/alta persistência.
Vinícola Don Guerino – amostra 25
Comentarista: sorteado entre o público

Categoria: Rosé Seco
9. ROSÉ (Cabernet Sauvignon): vinho límpido, brilhante, de coloração salmão, vermelho cereja/rosáceo. Aroma de média intensidade, com notas de morango, framboesa, cereja, groselha e amoras doces. É elegante, com leves notas de pêssego e vegetal. No sabor tem um ataque doce, é agradável, de média acidez; tem um bom corpo e estrutura. Tem uma média persistência, é equilibrado, com retrogosto agradável e intenso (morangos maduros).
Vinícola Almadén – amostra 379
Comentarista: Jean-Lucien Cabirol (Dr. Enologia/França)

Categoria: Tinto Fino Seco Jovem

10. MERLOT: coloração de média intensidade, tonalidade vermelho rubi. Nariz de média intensidade, acentuando-se as notas de frutas vermelhas, cereja, framboesa, morango e sutil vegetal. O sabor tem uma média intensidade, é elegante, fresco, jovial, equilibrado, com taninos macios e aveludados. Apresenta uma média persistência de sabor.
Vinhos Salton – amostra 204
Comentarista: Adão Villaverde (Deputado Estadual e Enófilo/Brasil)

Categoria: Tinto Fino Seco
11. MERLOT: coloração intensa, rubi/violáceo. Aroma vinoso, com notas de frutas vermelhas (framboesa), pretas (amoras) e cassis. Notas intensas de chocolate, café tostado, coco queimado e eucalipto. Paladar com ótimo ataque, equilibrado, de bom corpo e estrutura, com taninos macios. É redondo, de bom volume, com acidez correta e de retrogosto persistente.
Basso Vinhos e Espumantes – amostra 164
Comentarista: Patrícia Jota (Jornalista e Colunista de Vinhos/Brasil)

12. MERLOT: coloração intensa, violáceo/púrpura. Aroma de cereja, amora, mirtilo e morango. Notas de especiarias, cravo-da-índia, folhas secas, tabaco e discreto pimentão. Em boca tem uma acidez agradável, bom corpo, sabor equilibrado, com taninos maduros (suaves). Tem um sabor de médio volume, fino e de média persistência.
Luiz Argenta Vinhos Finos – amostra 287
Comentarista: Jorge Ilha Guimarães (Presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia/Brasil)

13. CABERNET SAUVIGNON: aspecto com abundante formação de lágrimas na superfície da taça, coloração intensa, vermelho rubi, profundo, com reflexos violeta. Aroma de ameixa seca, frutas vermelhas, cassis, mentolado, couro, feno, marmelo, especiarias e tostado. Paladar com ataque sutilmente doce, encorpado, generoso/alcoólico (potente), com taninos marcantes/concentrados, contribuindo para a textura do vinho. Muito boa persistência de sabor, com retrogosto de especiarias.

Rasip Agropastoril – amostra 269
Comentarista: Sergio Hormazabal (Enólogo-Vice-Presidente da Associação de Enólogos do Chile/Chile)

14. SYRAH: coloração rubi intenso, com reflexos violáceos. No aroma destacam-se as notas de framboesa, eucalipto, café, pimenta-preta, cacau, passas, tabaco, chá-preto e torrefação. O sabor é rico, com uma acidez equilibrada, taninos maduros (macios), marcantes e de boa qualidade. Tem notas de especiarias, com retrogosto persistente.
Vinícola Almaúnica – amostra 245
Comentarista: Bruno Agostini (Jornalista do Jornal O Globo/Brasil)

15. TANNAT: vinho de coloração intensa, de excelente aspecto, tonalidade vermelho rubi com reflexos violáceos. Nariz com notas de frutas maduras, amora, ameixa, framboesa, eucalipto (menta), especiarias, café, coco, pimenta-preta, cravo-da-índia e madeira tostada. Paladar robusto, com taninos marcantes, de qualidade, gosto equilibrado e acidez presente. É potente, complexo, e de muito boa persistência.
Vinícola Gheller – amostra 52
Comentarista: Estela de Frutos (Enóloga/Uruguay)

16. TANNAT: coloração rubi intenso, com toques violáceos. Aroma de média intensidade, de fruta madura, com notas de amoras, geleia, groselha, compota, eucalipto, tostado, chocolate e marmelo (calda). Paladar com certa doçura, de bom corpo, madeira bem equilibrada e de taninos macios. É persistente, com retrogosto prolongado e complexo.
Seival Estate – amostra 304
Comentarista: Roberto Rabachino (Presidente da FISAR Internacional/Itália)

Elaboração: Mauro Celso Zanus, Magda Beatris Gatto Salvador, Odinéli Louzada dos Santos Corrêa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s